Pesquisa personalizada

domingo, 23 de junho de 2013

EBD - LIÇÃO 12 - A FAMÍLIA E A IGREJA (Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva)

 
TEXTO ÁUREO"Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do SENHOR!" (Sl 122.1).
 

VERDADE PRÁTICAA igreja local é o melhor lugar para as famílias se reunirem e prestarem culto ao Senhor.
 

LEITURA DIÁRIASegunda - Dt 6.2 A família temendo ao Senhor
Terça - Dt 6.2 A família guardando a Palavra de DEUS
Quarta - Dt 6.4 Há um único DEUS na família
Quinta - Dt 6.7,8 A família atentando para a Palavra
Sexta - Dt 6.18 A família fazendo o que é reto ao Senhor
Sábado - Salmos 122.1 A família se alegra na Casa de DEUS

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE - Romanos 16.1-5,7,10,11,13,15,24
1 Recomendo-vos, pois, Febe, nossa irmã, a qual serve na igreja que está em Cencréia, 2 para que a recebais no Senhor, como convém aos santos, e a ajudeis em qualquer coisa que de vós necessitar; porque tem hospedado a muitos, como também a mim mesmo. 3 Saudai a Priscila e a Áquila, meus cooperadores em CRISTO JESUS, 4 os quais pela minha vida expuseram a sua cabeça; o que não só eu lhes agradeço, mas também todas as igrejas dos gentios. 5 Saudai também a igreja que está em sua casa. Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primícias da Ásia em CRISTO.
 
7 Saudai a Andrônico e a Júnia, meus parentes e meus companheiros na prisão, os quais se distinguiram entre os apóstolos e que foram antes de mim em CRISTO.
 
10 Saudai a Apeles, aprovado em CRISTO. Saudai aos da família de Aristóbulo. 11 Saudai a Herodião, meu parente. Saudai aos da família de Narciso, os que estão no Senhor.
 
13 Saudai a Rufo, eleito no Senhor, e a sua mãe e minha.
 
15 Saudai a Filólogo e a Júlia, a Nereu e a sua irmã, e a Olimpas, e a todos os santos que com eles estão.
 
24 A graça de nosso Senhor JESUS CRISTO seja com todos vós. Amém!
 
16.1 FEBE. Provavelmente, foi Febe a portadora desta epístola. Ela era uma servidora (ou, que fazia o trabalho de diaconisa) na igreja em Cencréia, próximo a Corinto. Febe ministrava aos pobres, aos enfermos e aos necessitados, além de prestar assistência a missionários tais como Paulo. As saudações de Paulo a nada menos de oito mulheres neste capítulo, indicam que as mulheres prestavam serviços relevantes às igrejas.
16.7 OS QUAIS SE DISTINGUIRAM. Andrônico e Júnia são chamados apóstolos. Aqui, a palavra "apóstolo" é usada no sentido geral, para referir-se a um mensageiro itinerante ou missionário (cf. At 14.4; 1 Co 9.1,2; 2 Co 8.23; 12.12; Fp 2.25)
16.17,18 NOTEIS OS QUE PROMOVEM DISSENSÕES. No fim da sua carta, Paulo faz uma forte advertência à igreja em Roma no sentido de estar alerta quanto àqueles que lesam a igreja, corrompendo e distorcendo o ensino bíblico de Paulo e dos demais apóstolos. Devem "notar" os promotores de falsa doutrina e "desviar-se deles" e do seu ministério. Tais pessoas podem ter sido os antinomianos (i.e., contrários à lei), os quais ensinavam que, por ser a salvação pela graça, a fé salvífica não requer obediência a JESUS CRISTO (cf. 6.1,2; 2 Co 4.2; 11.3; Ef 4.14; Ap 2.4,5). Os tais criam que a pessoa podia viver em pecado, rejeitar a lei moral de DEUS, e ainda assim possuir a salvação eterna. Esses falsos mestres eram oradores eloqüentes, que falavam palavras agradáveis e faziam discursos lisonjeadores (cf. Jd v. 16), e assim enganavam os cristãos inocentes
16.19 SÍMPLICES NO MAL. DEUS quer que os crentes sejam inocentes (gr. akeraios) naquilo que é mal; esta palavra significa "sem mistura" ou "puro", i.e., inocente como a criança, cuja mente ainda não teve contato com o mal, nem contaminou-se com os males deste mundo (cf. 1 Co 14.20). (1) Este princípio bíblico contraria a idéia que alguns defendem, de que os filhos de crentes devem ser expostos ao pecado, à imoralidade, à impiedade e às coisas de Satanás, a fim de aprenderem a enfrentar a tentação. Alguns sugerem que as crianças não precisam ser protegidas da impiedade. Porém, segundo a revelação bíblica, essa filosofia não somente se contrapõe à vontade de DEUS para o crente, como também representa a vontade do próprio Satanás, de que todos sejam expostos ao conhecimento do bem e do mal (Gn 3.5). (2) O conhecimento do mal, juntamente com o contato contínuo com os caminhos de Satanás, desviará muitos do caminho da fé e da obediência. Ló descobriu isso, com a mais profunda tristeza, quando perdeu a totalidade da sua família por essa razão (Gn 13.12,13; 19.1-38). As Escrituras advertem repetidas vezes que "as más conversações corrompem os bons costumes" (1 Co 15.33), e que "JESUS CRISTO... se deu a si mesmo... para nos livrar do presente século mau" (Gl 1.3,4). Aqueles que defendem a idéia de expor crianças inocentes a um ambiente e/ou influência ímpia estão a violar a advertência de JESUS em Mt 18.6. (3) Os crentes devem fazer tudo que puderem para impedir que seus filhos sejam expostos ao engano do pecado e à perversidade desta geração. Recusar-nos a proteger nossas crianças nesse assunto, é desprezar a vontade do ESPÍRITO SANTO, de que sejam inocentes e símplices no conhecimento do mal (v. 19).
 
At 5.42 "E todos os dias, no templo e nas casa, não cessavam de ensinar e de anunciar a JESUS CRISTO"
At 20.20 como não me esquivei de vos anunciar coisa alguma que útil seja, ensinando-vos publicamente e de casa em casa,
Em Atos vimos como a Igreja se utilizava das casas e das famílias para se estabelecer e desenvolver, ganhando almas para o reino de DEUS.
 
É possível existir família sem Igreja, isso precariamente e com graves prejuízos, mas Igreja sem família, não.
Existem muitas famílias que ainda não conhecem a Igreja verdadeira de JESUS CRISTO, porém seria impossível existir a Igreja não fosse as famílias que dela fazem parte.
 
A Alegria de estar na Casa do Senhor
Sl 122.1  À CASA DO SENHOR. A Casa do Senhor deve ser um lugar onde o crente desfruta, com toda alegria, da íntima presença do Senhor, da comunhão do ESPÍRITO e do amor dos irmãos na fé.
 
A Igreja e a Família
Cl 4.15 QUANDO ESTA EPÍSTOLA TIVER SIDO LIDA. As epístolas de Paulo eram lidas em alta voz diante da congregação, quando esta se reunia para o culto, nas casas. Os cristãos colossenses, tendo recebido esta epístola, provavelmente fizeram cópia para si mesmos e também enviaram cópias aos crentes da cidade vizinha de Laodicéia. A epístola de Paulo, que os colossenses deviam receber, vinda de Laodicéia, era provavelmente a que chamamos de epístola aos Efésios.
 
Aprendendo na Casa do Senhor
Sl 27.4 UMA COISA PEDI. Assim como no Sl 26, o salmista busca a presença de DEUS. É a coisa mais preciosa na sua vida, e ele ora por isso com um só propósito. O próprio DEUS conclama todos nós para esse mesmo propósito: Buscai o meu rosto (v. 8). Aqueles que assim fazem, e procuram habitar na santa presença de DEUS, têm a firme garantia de que, não importa que provações venham a ter, o Senhor nunca os abandonará (vv. 9,10). Não há motivo para desespero; a bondade de DEUS lhes está reservada (vv. 13,14).
 
Não deixando a nossa Congregação
Hb 10.25 QUANTO VEDES QUE SE VAI APROXIMANDO AQUELE DIA. O dia da volta de CRISTO para buscar os seus fiéis está se aproximando. Até chegar esse dia, enfrentaremos muitas provações espirituais e muitas falsificações na doutrina. Devemos congregar-nos regularmente para nos encorajarmos mutuamente e nos firmarmos em CRISTO e na fé apostólica do novo concerto
 
Uma Congregação em Casa
At 12.12 At 20.20  NADA... DEIXEI DE VOS ANUNCIAR.PELAS PRAÇAS, RUAS E PELAS CASAS  = Paulo pregava tudo que era útil ou necessário à salvação de seus ouvintes. O ministro do evangelho deve ser fiel ao anunciar toda a verdade de DEUS à sua congregação. Não deve procurar agradar aos desejos dos ouvintes, nem satisfazer o gosto deles, nem promover sua própria popularidade. Mesmo se tiver que falar palavras de repreensão e de reprovação, ensinar contrariamente a preconceitos naturais, ou pregar padrões bíblicos opostos aos desejos da natureza carnal; o pregador fiel entregará a verdade plena por amor ao rebanho (e.g., Gl 1.6-10; 2 Tm 4.1-5).
 
Uma Família na Casa do Senhor
Lc 2.41 A família terrena de JESUS dava o exemplo, ia à casa do Senhor sempre.
 
Atos 2.41-47
Atos 12.5 A IGREJA. Através do livro de Atos, bem como outros trechos do NT, tomamos conhecimento das normas ou dos padrões estabelecidos para uma igreja neotestamentária.
(1) Antes de mais nada, a igreja é o agrupamento de pessoas em congregações locais e unidas pelo ESPÍRITO SANTO, que diligentemente buscam um relacionamento pessoal, fiel e leal com DEUS e com JESUS CRISTO (13.2; 16.5; 20.7; Rm 16.3,4; 1 Co 16.19; 2 Co 11.28; Hb 11.6).
(2) Mediante o poderoso testemunho da igreja, os pecadores são salvos, nascidos de novo, batizados nas águas e acrescentados à igreja; participam da Ceia do Senhor e esperam a volta de CRISTO (2.41,42; 4.33; 5.14; 11.24; 1 Co 11.26).
(3) O batismo no ESPÍRITO SANTO será pregado e concedido aos novos crentes (ver 2.39), e sua presença e poder se manifestarão.
(4) Os dons do ESPÍRITO SANTO estarão em operação (Rm 12.6-8; 1 Co 12.4-11; Ef 4.11,12), inclusive prodígios, sinais e curas (2.18,43; 4.30; 5.12; 6.8; 14.10; 19.11; 28.8; Mc 16.18).
(5) Para dirigir a igreja, DEUS lhe provê um ministério quíntuplo, o qual adestra os santos para o trabalho do Senhor (Ef 4.11,12)
(6) Os crentes expulsarão demônios (5.16; 8.7; 16.18; 19.12; Mc 16.17).
(7) Haverá lealdade absoluta ao evangelho, i.e., aos
ensinamentos originais de CRISTO e dos apóstolos (2.42; ver Ef 2.20). Os membros da igreja se dedicarão ao estudo da Palavra de DEUS e à obediência a ela (6.4; 18.11; Rm 15.18; Cl 3.16; 2 Tm 2.15).
(8) No primeiro dia da semana (20.7; 1 Co 16.2), a congregação local se reunirá para a adoração e a mútua edificação através da Palavra de DEUS escrita e das manifestações do ESPÍRITO (1 Co 12.7-11; 14.26; 1 Tm 5.17).
(9) A igreja manterá a humildade, reverência e santo temor diante da presença de um DEUS santo (5.11). Os membros terão uma preocupação vital com a pureza da igreja, disciplinarão aqueles que caírem no pecado, bem como os falsos mestres que são desleais à fé bíblica (20.28; 1 Co 5.1-13; ver Mt 18.15).
(10) Aqueles que perseverarem no caráter piedoso e nos padrões da justiça ensinados pelos apóstolos, serão ordenados ministros para a direção das igrejas locais e a manutenção da sua vida espiritual (Mt 18.15; 1 Co 5.1-5; 1 Tm 3.1-7; Tt 1.5-9).
(11) Semelhantemente, a igreja terá diáconos responsáveis para cuidarem dos negócios temporais e materiais da igreja (ver 1 Tm 3.8).
(12) Haverá amor e comunhão no ESPÍRITO evidente entre os membros (2.42,44-46; ver Jo 13.34), não somente dentro da congregação local como também entre ela e outras congregações que crêem na Bíblia (15.1-31; 2 Co 8.1-8).
(13) A igreja será uma igreja de oração e jejum (1.14; 6.4; 12.5; 13.2; Rm 12.12; Cl 4.2; Ef 6.18).
(14) Os crentes se separarão dos conceitos materialistas prevalecentes no mundo, bem como de suas práticas (2.40; Rm 12.2; 2 Co 6.17; Gl 1.4; 1 Jo 2.15,16). (15) Haverá sofrimento e aflição por causa do mundo e dos seus costumes (4.1-3; 5.40; 9.16; 14.22). (16) A igreja trabalhará ativamente para enviar missionários a outros países (2.39; 13.2-4). Nenhuma igreja local tem o direito de se chamar de igreja segundo as normas do NT, a não ser que esteja se esforçando para manter estas 16 características práticas entre seus membros.
12.5 CONTÍNUA ORAÇÃO. Os crentes do NT enfrentavam a perseguição em oração fervorosa. A situação parecia impossível; Tiago fora morto. Herodes mantinha Pedro na prisão vigiado por dezesseis soldados. Todavia, a igreja primitiva tinha a convicção de que a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos (Tg 5.16), e oraram de um modo intenso e contínuo a respeito da situação de Pedro. A oração deles não demorou a ser atendida (vv. 6-17). As igrejas do NT freqüentemente se dedicavam à oração coletiva prolongada (1.4; 2.42; 4.24-31; 12.5,12; 13.2). A intenção de DEUS é que seu povo se reúna para a oração definida e perseverante; note as palavras de JESUS: A minha casa será chamada casa de oração (Mt 21.13). As igrejas que declaram basear sua teologia, prática e missão, no padrão divino revelado no livro de Atos e noutros escritos do NT, devem exercer a oração fervorosa e coletiva como elemento vital da sua adoração e não apenas um ou dois minutos por culto. Na igreja primitiva, o poder e presença de DEUS e as reuniões de oração integravam-se. Nenhum volume de pregação, ensino, cânticos, música,  animação, movimento e entusiasmo manifestará o poder e presença genuínos no ESPÍRITO SANTO, sem a oração neotestamentária, mediante a qual os crentes perseveravam unanimemente em oração e súplicas (1.14).
 
 
Significado da Palavra Família
  Segundo o Dicionário Etimológico da Língua Portuguesa de José Pedro Machado, a palavra família entrou na nossa língua, no século XVI por via culta, através do latim 'família', que significava «o conjunto dos escravos da casa; todas as pessoas ligadas a qualquer grande personalidade; casa de família».
Onde nasceu a mais extraordinária família senão na gruta de Belém? Foi lá. com o nascimento do Menino, que ela se originou. Foi lá que emanou pela primeira vez no coração de Maria e de José o amor por uma terceira pessoa: o DEUS feito criança.
Família. Eis uma palavra que encerra um significado imenso, rico, profundo, sublime e simples, principalmente real.
Ou existe família, ou não existe.
 
Tópico I - JESUS e a FAMÍLIA
Os Magos do oriente estiveram na casa de José e Maria para ofertarem a JESUS (Mt 2.11), na casa do chefe da sinagoga JESUS foi para ressuscitar uma jovem (Mt 9.23), JESUS inaugurou seu ministério em uma festa de casamento, valorizando a família (Jo 2.2), esteve na casa de Mateus (Mt 9.10), na casa da sogra de Pedro Mc 1.30), na casa de Lázaro (Jo 11.20), JESUS ensinou a seus discípulos visitarem os lares enviando-os de casa em casa (Mt 10.12), Na casa de Simão, o leproso, foi perfumado (Mt 26.6), etc... Sempre no ministério de JESUS, lá estava Ele em algum lar, trazendo a alegria da salvação e a bênção de sua companhia, pois um lar só pode ser considerado um lar cristão quando CRISTO está lá.
 
1- A FAMÍLIA Cristã
É formada por crentes que estão disposto a fazer de seus lares uma casa de DEUS, uma Igreja local de oração, leitura e estudo da bíblia, lugar de paz, harmonia e presença de JESUS.
O marido representa CRISTO no lar, pois é o cabeça deste lar, assim como A Igreja como corpo de CRISTO aqui na terra,  tem seu líder e cabeça (Senhor), CRISTO, que ama e dá sua vida pela Igreja para a santificar e entregá-la ao pai.  A esposa representa a Noiva de CRISTO, a Igreja, Submissa ao seu esposo, aquela que cuida do lar para que possa receber o noivo que chegará a qualquer momento, ele deve ser recebido com honra e com alegria.
 
2- A importância da FAMÍLIA nos planos divinos
É a partir da Família Cristã que DEUS desenvolve sua obra na terra. Uma família bem ajustada no evangelho será sempre uma bênção para seus vizinhos, para a sociedade e para a Igreja.
Foi a partir da família de Abraão que DEUS trouxe à terra seu filho, esta família tinha um sinal externo de sua missão, a circuncisão. Hoje DEUS tem uma família na terra que se identifica pelo pela circuncisão interna do ESPÍRITO SANTO e pela circuncisão externa que é o batismo nas águas.
 
3- A Igreja do Lar
É formada por cada membro da família, que tem seus membros diferenciados segundo o ministério de cada um; um canta, outro prega, outro ensina, outro ora, outro toca um instrumento, outro profetisa, enfim, o pai como líder deve distribuir as oportunidades para que cada membro contribua para que  esta Igreja no lar se desenvolva como Verdadeira Igreja, sendo bênção para a sociedade e para a Igreja.
 
4- Cada Lar Cristão uma Igreja
A palavra "Lar" vem do Latim "Lare" que significa Lareira, local de fogo e calor, assim o lar é local da presença de DEUS que irradia amor, paz e segurança.
A consciência de que cada lar pode ser uma Igreja pode trazer imensos benefícios tanto à Igreja como à sociedade, pois assim a família estará sendo fortificada em DEUS pela oração e estudo da Palavra de DEUS e ao mesmo tempo estará evangelizando seu vizinhos.
  Família significa literalmente Reunião de escravos ou servos, assim a Igreja é a reunião de servos de DEUS.
 
Tópico II - A FAMÍLIA na Igreja Primitiva
Era nas casas que todo o trabalho da Igreja era programado e era nas casas que se reuniam para cear e para se edificarem uns aos outros. (Rm 16.5 = Igreja na casa de Priscila e Áquila)
 
1- A Igreja nasceu em um Lar
Podemos considerar o cenáculo onde os discípulos se reuniam como um lar, pois ali estava reunida a Família de JESUS, formada pelos seus discípulos e pela sua mãe, com seus irmãos.  (At 1.14).
 
2- A FAMÍLIA no Novo Testamento: quase sinônimo de Igreja
Era a partir das famílias que a Igreja ia sendo formada, foi assim na casa de Lídia (At 16.15), na casa do Centurião Cornélio (At 10.24), na casa do soldado carcereiro de Filipos (At 16.30-34), na casa de Maria, mãe de João (onde oravam por Pedro - At 12.12), etc... Era nas casas que se reuniam e era nas casas que oravam e buscavam o poder de DEUS para continuarem firmes a obra de DEUS.
 
Tópico III - A FAMÍLIA Cooperando com a Igreja
 
IGREJA - FAMÍLIA
FAMÍLIA - IGREJA
ORAR
MANTER O PADRÃO BÍBLICO PARA A FAMÍLIA
VISITAR
FREQÜENTAR OS CULTOS REGULARMENTE
REALIZAR EVENTOS ESPECÍFICOS PARA A FAMÍLIA
ENTREGAR OS DÍZIMOS E AS OFERTAS
ACONSELHAR
DAR UM BOM TESTEMUNHO
   
 
1- A FAMÍLIA coopera eficazmente com a Igreja
Sendo luz do mundo e sal da terra, assim a Família estará brilhando em meio às trevas e sendo exemplo de santidade e de temor a DEUS. O mundo vê em nós o amor de DEUS e sente-se desejoso de partilhar também deste amor, é através da união, felicidade, alegria e do amor entre a família que demonstramos ser de CRISTO, para que as pessoas desejem fazer parte de nossa Igreja.
 
2- A freqüência normal e regular da FAMÍLIA aos cultos e a outras atividades da Igreja
A família que se congrega juntos, sempre estará sendo lavada das impurezas adquiridas no dia a dia do mundo e permanecendo firme aos pés do Senhor JESUS.
 
3- A FAMÍLIA contribuindo para a Igreja
É com o sustento dado pela família, que contribui unida, que a Igreja consegue finanças para o evangelismo, para a missão mundial e para o sustento dos pastores e líderes da Igreja.
 
4- A freqüência normal e regular à Escola Bíblica Dominical
O ensino se torna cada vez mais escasso na Igreja e é na E.B.D. que se tem hoje o maior tempo disponível para se aprender sobre a Palavra de DEUS.
Estamos sempre nos aprimorando, estudando e nos dedicando para que o ensino se torne cada dia mais dinâmico e proveitoso aos nossos alunos.
 
Tópico IV A Igreja cooperando com a FAMÍLIA
A visitação nos lares e devida orientação por parte dos líderes da Igreja, trazem inúmeros benefícios não só às famílias em si, mas também à Igreja que terá famílias fortes espiritualmente e por conseqüência uma Igreja forte e cheia do poder de DEUS. Na bíblia temos vários exemplos de famílias que receberam a visita de servos de DEUS que ali levaram a Palavra de Senhor e estes lares se tornaram pilares da Igreja em sua época.
Ex.: Timóteo, Cornélio, Filemom, Priscila e Áquila, Lídia, Carcereiro de Filipos, Maria (Mãe de João Marcos), Casa da sogra de Pedro, etc...
 
1- Orando pelas FAMÍLIAS
A oração de intercessão é a oração mais importante que a Igreja faz, reunida em prol das famílias e seus membros. DEUS procura pelos intercessores para derramar suas bênçãos sobre as famílias, pois sabe muito bem de que a Igreja só sobrevive com famílias equilibradas e arraigadas na Palavra de DEUS.
 
2- Aconselhando as FAMÍLIAS
O aconselhamento pastoral evita separações de casais, bem como união entre pais e filhos num mesmo propósito, o de servir ao Senhor. 
No aconselhamento são detectados problemas de ordem conjugais e funcionais dentro da família e com muita oração e dedicação pode-se mudar este quadro caótico em que nossas famílias vivem, para um vilunsbrar de união, paz, amor e serviço na casa do Senhor.
 
3- Visitando as FAMÍLIAS
É um trabalho pastoral, porém deve ser feito também por casais de vasta experiência e testemunho conhecido diante da Igreja e da sociedade em que vivem.
As mais velhas devem ensinar às mais jovens a obedecerem a seus maridos, a serem boas donas de casa e trabalharem unidas a seus maridos na administração do lar, educando seus filhos na orientação da Palavra de DEUS.
 
4- Marcando reuniões específicas para FAMÍLIAS
É preciso que as Igrejas organizem grupos de visitação e aconselhamento familiar, pois o pastor sozinho jamais daria conta de tanto trabalho.
Uma família equilibrada e bem orientada social, econômica financeira, bíblica e sexualmente é uma família vitoriosa, que não trás problemas, mas sim soluções para a Igreja.
 
Conclusão
Diante da constatação de que a família está intimamente atrelada à Igreja e sua obra de evangelização do mundo, devemos nos despertarmos com urgência para esta tão importante tarefa, a de trabalharmos com a educação e aconselhamento de cada família que compõe nossa congregação; fazendo assim teremos uma Igreja vitoriosa, Igreja que não recua ante as dificuldades, mas que marcha sobre o inimigo e o derrota nas batalhas do dia a dia. A família unida jamais será vencida!!!!!!!!!
 
Família, Criação de DEUS

"E estas palavras que hoje te ordeno estarão no teu coração; e as ensinarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te."(Deuteronômio 6:6 e 7)
Pouco antes do povo de Israel entrar na terra prometida, Moisés recorda os mandamentos dados por DEUS no monte Sinai, que deveriam ser seguidos, pois as bênçãos eram inerentes ao cumprimento dos mesmos. Estas palavras que hoje te ordeno, estarão no teu coração. Que palavras eram essas, que deveriam estar em um lugar tão especial como o coração? Os versículos 4 e 5 de Deuteronômio 6 identificam: Ouve, ó Israel, o Senhor nosso DEUS é o único Senhor. Amarás pois o Senhor Teu DEUS de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças. JESUS CRISTO declarou ser este o primeiro e grande mandamento, e acrescentou-lhe a frase: de todo o teu entendimento. Marcos 12:30.
DEUS estabeleceu que o lugar ideal para ensinar aos filhos e netos sobre o Seu nome, os Seus feitos e o temor a Ele, seria a casa, o lar, a família. A família foi estabelecida pelo próprio DEUS nos primórdios da criação, pois ao criar a mulher a partir do homem, e, que ao coabitarem seriam uma só carne, estabeleceu uma unidade geradora de seres, que são os filhos, que compõem uma família. A família é a célula mater da sociedade, afirmava Rui Barbosa. Os americanos dizem que a família são os pilares de uma nação. O pecado da desobediência atingiu em cheio a família; manchou e marcou definitivamente a vida familiar, trazendo a intriga, o ódio e a violência. Caim impiedosamente matou seu irmão Abel por inveja, porque DEUS aceitou a oferta de Abel e rejeitou a de Caim. Desde então a família tem sido açoitada por ataques, inclusive no campo religioso. Porque o filho despreza o pai, a filha se levanta contra a mãe, a nora, contra a sogra; os inimigos do homem são os da sua própria casa. Miquéias 7:6.
A família hoje não somente é atacada pela violência física, como também pela licenciosidade. Nossos lares são invadidos pelos meios de comunicação, despejando verdadeiro lixo em forma de noticiário e arte, fazendo com que comportamentos condenados e abomináveis a DEUS sejam considerados normais. Paulo em sua carta aos Romanos, capítulo 1, versículos 18 a 32, mostra a degradação dos romanos no seio da família.
Nos dias atuais vemos tantos movimentos para salvar coisas, tais como a Mata Atlântica, o peixe-boi, a floresta amazônica, as baleias e tantos outros. E a família? Quem a salvará? A resposta é: o mesmo DEUS que salvou a família de Noé, continua salvando. Como era o mundo nos tempos de Noé? Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração. A terra porém estava corrompida diante de DEUS, e cheia de violência.Gênesis 6:5 e 11. Mas em meio ao caos havia um homem que amava DEUS. Noé, era justo e perfeito em suas gerações e andava com DEUS. Gênesis 6:9.
Mesmo vivendo em um mundo que jaz no maligno, 1 João 5:19, é possível aos pais crentes em JESUS CRISTO liderarem suas famílias, mostrando-lhes o caminho da salvação. Raabe era uma prostituta e teve sua família salva, porque creu em DEUS e ajudou os espias de Israel que chegaram a Jericó (Josué 6:25).
Os pais e as mães têm a responsabilidade de amar seus filhos, dar exemplo de comportamento cristão amadurecido, cuidar das necessidades deles, discipliná-los com justiça. Em Provérbios 22:6, lemos: Eduque a criança no caminho em que deve andar, e até o fim da vida não se desviará dele (BLH), e Paulo, em Efésios 6:4b, diz: Criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor. Eli, o profeta, foi castigado por não disciplinar seus filhos: Eu lhe disse que ia castigar sua família para sempre porque os seus filhos disseram coisas más contra mim. Eli sabia que eu ia fazer isso, mas não os fez parar. 1 Samuel 3:13 (BLH). Paulo adverte sobre as más companhias: Não vos enganeis, as más companhias corrompem os bons costumes. 1 Coríntios 15:33.
Os filhos são herança da parte do Senhor. Salmo 127:3. Os homens brigam pelas heranças, vão aos tribunais por elas, mas muitas vezes se esquecem dos filhos; não dão a eles o devido valor como pessoas. Uma senhora disse ao marido, ao sair para uma festa: "Vou esconder minhas jóias porque não sei se a moça que veio para ficar com nosso filho é de confiança". O marido respondeu: "Engraçado, nosso filho, que é mais precioso que qualquer jóia, você deixa tranqüilamente em suas mãos". Em nossa sociedade espera-se que as pessoas tenham dezessete anos de educação antes de poderem ensinar nas escolas públicas. Os médicos estudam vinte anos ou mais. Encanadores e carpinteiros trabalham anos como aprendizes; mas, para o trabalho de educar um filho não damos, nem exigimos, qualquer treinamento formal. S. Bruce Narramore.
Moisés recordava ao povo os feitos de DEUS para libertá-lo da escravidão do Egito, e isso precisava ser contado aos filhos. Hoje, como pais, precisamos contar aos nossos filhos que por amor DEUS enviou seu único Filho para nos libertar do pecado.
Moisés disse: Ouve ó Israel! JESUS nos inclui ao dizer: Todo aquele que ouve estas minhas palavras e as põe em prática, será comparado a um homem que edificou sua casa (lar, família) sobre a rocha. E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa; contudo não caiu, porque estava fundada sobre a rocha. Mateus 7:24 e 25. JESUS CRISTO é o fundamento, o alicerce do lar. Em 1 Corintios 3:11 lemos: Ninguém pode lançar outro fundamento, além do que já está posto, o qual é JESUS CRISTO. Quando o alicerce da família é CRISTO, mesmo havendo tempestades, estaremos seguros e podemos falar como Paulo: Quem nos separará do amor de CRISTO? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Romanos 8:35. JESUS CRISTO é a fonte da vida, da alegria, da salvação. Ao entrar na casa de Zaqueu, o publicano, Ele mesmo disse: Hoje veio salvação a esta casa. Lucas 19:9. Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo. Apocalipse 3:20. É a graça de DEUS na vida da família. Numa casa bem humilde, havia uma placa que dizia: Senhor, que esta casa seja tua até que a tua seja minha. Amém. Gerson Gonçalves
 
 
IGREJA - CPAD - BEP
Mt 16.18 “Pois também eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”.

A palavra grega ekklesia (igreja), literalmente, refere-se à reunião de um povo, por convocação (gr. ekkaleo). No NT, o termo designa principalmente o conjunto do povo de DEUS em CRISTO, que se reúne como cidadãos do reino de DEUS (Ef 2.19), com o propósito de adorar a DEUS. A palavra “igreja” pode referir-se a uma igreja local (Mt 18.17; At 15.4) ou à igreja no sentido universal (16.18; At 20.28; Ef 2.21,22).
(1) A igreja é apresentada como o povo de DEUS (1Co 1.2; 10.32; 1Pe 2.4-10), o agrupamento dos crentes redimidos como fruto da morte de CRISTO (1Pe 1.18,19). É um povo peregrino que já não pertence a esta terra (Hb 13.12-14), cujo primeiro dever é viver e cultivar uma comunhão real e pessoal com DEUS (1Pe 2.5; ver Hb 11.6).
(2) A igreja foi chamada para deixar o mundo e ingressar no reino de DEUS. A separação do mundo é parte inerente da natureza da igreja e a recompensa disso é ter o Senhor por DEUS e Pai (2Co 6.16-18).
(3) A igreja é o templo de DEUS e do ESPÍRITO SANTO (ver 1Co 3.16; 2Co 6.14—7.1; Ef 2.11-22; 1Pe 2.4-10). Este fato, no tocante à igreja, requer dela separação da iniqüidade e da imoralidade.
(4) A igreja é o corpo de CRISTO (1Co 6.15,16; 10.16,17; 12.12-27). Isto indica que não pode existir igreja verdadeira sem união vital dos seus membros com CRISTO. A cabeça do corpo é CRISTO (Cl 1.18; Ef 1.22; 4.15; 5.23).
(5) A igreja é a noiva de CRISTO (2Co 11.2; Ef 5.23-27; Ap 19.7-9). Este conceito nupcial enfatiza tanto a lealdade, devoção e fidelidade da igreja a CRISTO, quanto o amor de CRISTO à sua igreja e sua comunhão com ela. 
(6) A igreja é uma comunhão (gr. koinonia) espiritual (2Co 13.14; Fp 2.1). Isto inclui a habitação nela do ESPÍRITO SANTO (Lc 11.13; Jo 7.37-39; 20.22), a unidade do ESPÍRITO (Ef 4.4) e o batismo com o ESPÍRITO (At 1.5; 2.4; 8.14-17; 10.44; 19.1-7). Esta comunhão deve ser uma demonstração visível do mútuo amor e cuidado entre os irmãos (Jo 13.34,35).
(7) A igreja é um ministério (gr. diakonia) espiritual. Ela ministra por meio de dons (gr. charismata) outorgados pelo ESPÍRITO SANTO (Rm 12.6; 1Co 1.7; 12.4-11, 20-31; Ef 4.11).
(8) A igreja é um exército engajado num conflito espiritual, batalhando com a espada e o poder do ESPÍRITO (Ef 6.17). Seu combate é espiritual, contra Satanás e o pecado. O ESPÍRITO que está na igreja e a enche, é qual guerreiro manejando a Palavra viva de DEUS, libertando as pessoas do domínio de Satanás e anulando todos os poderes das trevas (At 26.18; Hb 4.12; Ap 1.16; 2.16; 19.15, 21).
(9) A igreja é a coluna e o fundamento da verdade (1Tm 3.15), funcionando, assim, como o alicerce que sustenta uma construção. A igreja deve sustentar a verdade e conservá-la íntegra, defendendo-a contra os deturpadores e os falsos mestres (ver Fp 1.17; Jd 3).
(10) A igreja é um povo possuidor de uma esperança futura. Esta esperança tem por centro a volta de CRISTO para buscar o seu povo (ver Jo 14.3; 1Tm 6.14; 2Tm 4.8; Tt 2.13; Hb 9.28).
(11) A igreja é tanto invisível como visível.
a) A igreja invisível é o conjunto dos crentes verdadeiros, unidos por sua fé viva em CRISTO.
(b) A igreja visível consiste de congregações locais, compostas de crentes vencedores e fiéis (Ap 2.11, 17, 26; ver 2.7), bem como de crentes professos, porém falsos (Ap 2.2); “caídos” (Ap 2.5); espiritualmente “mortos” (Ap 3.1); e “mornos” (Ap 3.16; ver Mt 13.24 ; At 12.5).
 
IGREJA (Bíblia Ilumina)
1) Grupo de seguidores de CRISTO que se reúnem em determinado lugar para adorar a DEUS, receber ensinamentos, evangelizar e ajudar uns aos outros (Rm 16.16).
2) A totalidade das pessoas salvas em todos os tempos (Ef 1.22).
 
IGREJA VISÃO GERAL  (Bíblia Ilumina)
Igreja é um grupo de pessoas que se reúnem para aprender sobre DEUS e adorá-Lo. sempre No tempo do Novo Testamento era um termo novo, que aparece só em dois versículos dos Evangelhos (Mateus 16:18 e Mateus 18:17). Lucas o usou bastante no livro de Atos tornando-o mais comum. Paulo também escreveu sobre a igreja na maioria de suas cartas; e João, no Apocalipse.
O QUE É IGREJA?
No Velho Testamento Israel era simplesmente "a congregação". A palavra era também usada pelos primeiros cristãos. Com freqüência os cristãos se referiam a si próprios como a igreja ou a congregação. De fato, este é o real significado da palavra "igreja", que se aplicava tanto a todos os fiéis no mundo como para qualquer grupo local. Significava a presença total de DEUS num dado local. O Novo Testamento freqüentemente usa o singular "igreja" mesmo quando muitos grupos de fiéis se reúnem (Atos 9:31; II Coríntios 1;1). O termo "igrejas" é raramente encontrado (Atos 15:41; 16:5). Cada grupo era o lugar onde DEUS estava presente (Mateus 16:18; 18:17). DEUS comprou a congregação com o sangue de seu Filho (Atos 20:28). No mundo grego, "igreja" designava uma assembléia de pessoas ou reunião. Podia ser um grupo político ou simplesmente um ajuntamento de pessoas. A palavra é usada com esse sentido em Atos 19:32, 39, 41.
Os usos cristãos específicos dessa palavra variam amplamente no Novo Testamento.
1. Algumas se referem a uma reunião de igreja. Paulo diz aos cristãos em Corinto: "...quando vos reunis como igreja..."(I Coríntios 11:18). Isso significa que os cristãos são o povo de DEUS, especialmente quando se juntam para adoração.
2. Em textos como Mateus 18:17, Atos 5:11, I Coríntios 4:17 e Filipenses 4:15, "igreja" se refere a todo o grupo de cristãos morando num lugar. Com freqüência, se refere à localização específica de uma congregação cristã. Observe as frases "a igreja em Jerusalém" (Atos 8:1), "em Corinto" (I Coríntios 1:2), "em Tessalônica" (I Tessalonicenses 1:1).
3. Em outros lugares, reuniões de cristãos nas casas são chamadas igrejas. Por exemplo, alguns se reuniam na casa de Priscila e Áquila (Romanos 16:5, I Coríntios 16:19).
4. Através do Novo Testamento, "a igreja" se refere à igreja universal. Todos os fiéis pertencem a ela (Atos 9:31; I Coríntios 6:4; Efésios 1:22; Colossenses 1:18). A primeira palavra de JESUS sobre o fundamento do movimento cristão em Mateus 16:18 tem esse sentido mais amplo: "Edificarei a minha igreja e as portas do inferno não prevalecerão sobre ela". A igreja é uma realidade universal. Mas em sua expressão local, Paulo a ela se refere como "a igreja de DEUS" (I Coríntios 1:2; 10:32) ou "as igrejas de CRISTO" (Romanos 16:16). Dessa forma um termo grego comum recebe seu significado cristão distinto. Ela faz uma distinção entre a assembléia/ajuntamento/comunidade cristã e todos os outros grupos seculares ou religiosos. A comunidade cristã se aceitou como a comunidade dos tempos finais. Ela se viu como um povo chamado para cumprir os propósitos de DEUS em enviar JESUS de Nazaré e sua divina presença. Assim, Paulo diz aos cristãos de Corinto que eles são aqueles "sobre quem os fins dos séculos têm chegado" (I Coríntios 10:11). Isto é, DEUS chamou de novo povo tanto o judaísmo como o mundo gentio. Eles receberiam o poder do ESPÍRITO SANTO. Compartilhariam as Boas Novas (Evangelho) do amor absoluto de DEUS pela sua criação (Efésios 2:11-22). Os Evangelhos nos relatam que JESUS escolheu 12 discípulos que se tornaram base desse novo povo. Entendia-se que a igreja era o preenchimento da intenção de DEUS em chamar Israel para ser "luz para os gentios, para seres a minha salvação até a extremidade da terra" (Isaías 49:6; Romanos 11:1-5). Nessa nova comunidade as velhas barreiras de raça, posição social e sexo seriam derrubadas. "Não pode haver judeu nem grego; nem escravo nem liberto; nem homem nem mulher, porque todos vós sois um em CRISTO JESUS" (Gálatas 3:28). Essa entidade é chamada "corpo de CRISTO".
Paulo é o único dentre os escritores do Novo Testamento a falar da igreja como corpo de CRISTO (Romanos 12:5; Efésios 1:22-2, 4:12; I Coríntios 12:12-13). O pensamento de Paulo pode ter duas explicações:
1. A experiência da estrada de Damasco.
Conforme relatos no livro de Atos, JESUS se identifica com seus discípulos perseguidos (Atos 9:3-7, 22:6-11, 26:12-18). Na perseguição aos primeiros cristãos, que formavam um corpo, Paulo estava de fato lutando contra o próprio CRISTO.
2. O conceito hebreu de solidariedade.
Paulo era hebreu de hebreus (Filipenses 3:5) e nesse contexto, o indivíduo é totalmente considerado parte de uma nação, não tendo via real isolada do todo. Ao mesmo tempo, todo o povo pode ser representado por um indivíduo. A realidade dessa íntima relação entre CRISTO e sua igreja é vista por Paulo como análoga à unidade e conexão do corpo físico (Romanos 12:4-8, I Coríntios 12:12-27). Assim, todas as funções do corpo têm seu lugar exato. Divisão no corpo (isto é, na igreja) revela que há algo doente nele. Por diversas vezes Paulo exortou o "corpo de CRISTO" à unidade.
 
REUNIÕES DA IGREJA
A palavra grega ecclesia é normalmente traduzida como "igreja". O Novo Testamento algumas vezes fala de uma assembléia grega secular (Atos 19:32,41). Em muitas passagens, como em I Coríntios 14: 19, 28, 35, Paulo se refere a igreja como uma reunião de fiéis que formam uma congregação local. Igreja também pode significar todos os fiéis (passados, presentes e futuros) que formam a igreja universal, o completo corpo de CRISTO. Há muitas igrejas citadas no Novo Testamento, às quais os apóstolos escreveram cartas de exortação, aconselhamento e instrução (Romanos 16: 3-5, 14, 15: I Coríntios 1:1; I Coríntios 16: 19-20; Colossenses 4: 15-16; Filemom 1: 1-2).
 
ADORAÇÃO
Quando a igreja se iniciou em Jerusalém, os fiéis se reuniam nos lares para comunhão e adoração. Atos 2: 42-47 nos conta que os primeiros cristãos se reuniam nos lares para ouvir os ensinamentos dos apóstolos e para celebrar a Comunhão ("o partir do pão"). Nesses encontros, também compartilhavam refeições (II Pedro 2:13; Judas 1:12), recitavam as Escrituras, cantavam hinos e salmos e alegremente louvavam ao Senhor (Efésios 5:18-20, Colossenses 3: 16-17). Também se reuniam nos lares para orar (Atos 12:12), ler a Palavra e para ouvir a leitura de uma carta dos apóstolos (Atos 15:30, Colossenses 4:16).
 
 
JO 10.9 EU SOU A PORTA. QUEM ENTRAR POR MIM SERÁ SALVO; PODERÁ ENTRAR E SAIR E ACHARÁ COMIDA.
ENTRAR no curral das ovelhas, no aprisco, significa entrar no reino espiritual, no reino da luz, no reino de DEUS (somente possível através de JESUS, nosso salvador) e
SAIR, significa sair do mundo espiritualmente governado por Satanás, reino das trevas.
ASSIM, temos um encontro com DEUS e sua Palavra revelada (comida do céu).
ANTES, quando JESUS estava aqui na Terra, num corpo físico, DEUS olhava de cima e só via um filho de DEUS; assim, quando precisava de alguém para pregar o evangelho em Samaria, por exemplo, enviava para lá seu único (unigênito) filho, porém as outras regiões ficavam sem ouvir o evangelho, pois só havia um filho de DEUS na Terra para pregar o evangelho e este só podia estar em um local de cada vez, pois estava sujeito a um corpo físico.
AGORA, após o sacrifício de JESUS na cruz por nós, a revelação do ESPÍRITO SANTO disso e nossa conversão, quando DEUS olha de cima, vê milhões de filhos de DEUS na Terra, gerados pela semente viva, a Palavra de DEUS,  fazendo sua obra por toda a parte e de todas as maneiras possíveis e em todo o mundo habitado. Glória a DEUS, o plano de redenção deu certo!!!!!!!!!!!!!!!
 
Unidade Na Construção Do Edifício De DEUS:
 
1 O Fundamento Dos Apóstolos E Dos Profetas(V.20)
Os Profetas Do Antigo Testamento Profetizaram A Respeito De CRISTO E Os Apóstolos, No Novo Testamento, Confirmaram Essas Profecias. Nessa Tipologia De Um Edifício CRISTO É A Pedra Principal (De Esquina) E Os Profetas E Apóstolos São Colunas De Sustentação E Declarados Também Como Fundamento, Pois São Testemunhas Das Promessas De DEUS E Seus Ensinos, Juntamente Aos De JESUS São A Base Da Igreja.
 
2 O Lugar De Cada Crente No Edifício De DEUS(Vv.21,22)
Somos O Templo De DEUS Na Terra, Unidos Pelo ESPÍRITO SANTO. Se Somos Como Pedras Vivas O ESPÍRITO SANTO É Como A Massa De Cimento Unindo Essas Pedras; Fazendo Assim Um Templo Que Cresce Cada Dia Mais, Indo De Encontro Ao Artífice E Construtor Que É DEUS, Mas Sempre Olhando Para CRISTO, O Autor E Consumador De Nossa Fé.
 
Unidade No Corpo De CRISTO:
 
1 Antes, Estávamos Longe; Agora Chegamos Perto(V.13)
Pelo Sangue De CRISTO, Chegamos Perto. Somos Um Mesmo ESPÍRITO Com Ele. Antes Separados, Na Carne; Agora Unidos Pelo ESPÍRITO SANTO.
 
2 Antes, Sem Reconciliação; Agora Temos Paz Com DEUS(Vv.14,16)
CRISTO Nos Reconciliou Com O Pai ( A Ofensa Foi Paga Na Cruz ), Através Do Seu 
Sangue A Parede De Separação Foi Removida(O Pecado).
 
3 Antes, Éramos Dois Povos; Agora, Somos Um Só(V.15)
Não Há Mais Diferença, Formamos Um Só Corpo; O Corpo De CRISTO. (DEUS Olha De Cima E Vê Milhões De Filhos)
 
4 Antes, Não Tínhamos Acesso Ao Pai; Agora, Em CRISTO, Isto É Possível(Vv.18,19)
Os Gentios Não Podiam Nem Entrar No Templo Construído Pelos Judeus, Agora Nós Podemos Entrar Na Presença Do Pai Pelo Novo E Vivo Caminho Que JESUS Nos Consagrou = O Véu Foi Rasgado, Isto É, Sua Carne.
 
Freqüente uma Igreja Regularmente
Quando você recebeu a JESUS CRISTO como seu Senhor e Salvador pessoal, você iniciou um relacionamento não só com JESUS CRISTO, mas também com outros, que tomaram este passo de fé, crentes. Não importa qual era a sua opinião antes, mas ir a igreja hoje é uma experiência rica e recompensadora.
  • Através do ensino e da pregação da Palavra de DEUS a sua compreensão d'Ela será cada vez maior.
  • Você terá oportunidade de fazer perguntas e discutir sobre as Escrituras com outras pessoas.
  • Você aprenderá a adorar a DEUS, isto é, louvá-lo por tudo que Ele é, e agradecer por tudo que Ele tem feito por você.
  • Adorando, aprendendo e servindo com outros cristãos, você descobrirá outras pessoas com quem pode ter uma amizade duradoura, uma amizade, que será para toda a eternidade!
  • Freqüente a Escola Bíblica Dominical para que possa aprender melhor a Palavra de DEUS.
 
ESTA É A IGREJA dos chamados para fora e esta é sua função primordial - A salvação das almas e sua condução a DEUS.
(Ev. Luiz Henrique)
 

INTERAÇÃOA família e a igreja local são instituições que se confundem, ambas foram criadas por DEUS. A família tem a finalidade de preservar e desenvolver social, moral e eticamente todo ser humano. A igreja local visa educar espiritualmente o homem segundo a proclamação e absorção do Evangelho bem como as outras esferas da vida. Família e igreja local são inseparáveis. Uma depende da outra, uma é a extensão da outra. Não se excluem jamais. Ao contrário, se completam e caminham juntas.

OBJETIVOS - Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:Identificar a família como elemento básico da funcionalidade da igreja local.
Fazer da igreja um local de acolhimento das famílias.
Compreender que a família deve se envolver com a igreja local.

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICAPrezado professor, para concluir a aula desta semana peça aos alunos para descreverem o que eles pensam sobre o relacionamento da própria família com a igreja local. Como se dá e o que poderia mudar neste relacionamento. Reproduza algumas respostas na lousa. Explique que a família é um elemento indispensável ao bem estar da igreja local, e que falar da igreja sem priorizar a família é ignorar o óbvio. Desafie-os a viverem em família, a pensarem como é uma bênção servir a DEUS numa igreja local juntamente com toda a família. Boa aula!
 
RESUMO DA LIÇÃO 12 - A FAMÍLIA E A IGREJA
I. FAMÍLIA: O ELEMENTO BÁSICO DA IGREJA
1. Sem a família a igreja não funciona. 

2. A família como extensão da igreja. 
II. A IGREJA ACOLHENDO AS FAMÍLIAS
1. A natureza humana da igreja. 

2. A dimensão relacional da igreja. 
3. O relacionamento familiar na igreja. 
4. A família do obreiro. 
III. A FAMÍLIA NA IGREJA LOCAL
1. A comunhão da família. 

2. Envolvendo-se com o Corpo de CRISTO. 
3. Toda a família na casa de DEUS.

SINOPSE DO TÓPICO (1) A família é o elemento básico para a boa funcionalidade da igreja local.
SINOPSE DO TÓPICO (2) A igreja local é uma instituição composta de distintos seres humanos. Aqui está a dimensão humana da Igreja.
SINOPSE DO TÓPICO (3)Toda a família deve se envolver com as atividades da igreja. Ali, é o espaço religioso onde adoramos a DEUS e proclamamos o Evangelho de JESUS.

AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO I - Subsídio Vida Cristã "Em plena época do Cristianismo, à luz das ricas revelações bíblicas, fatos que ocorreram há milhares de anos tornam a se repetir. Os desígnios de DEUS se chocam com as atitudes dos homens, que não somente vivem no chamado 'século das luzes', mas também dizem ser iluminados pelo ESPÍRITO SANTO de DEUS.
Reportemo-nos aos exemplos das boas relações entre jovens e velhos, de um período de 1500 a.C., com Moisés e Josué, até aos dias de Paulo e Timóteo, ocasião em que a luz dos conhecimentos, quer seculares, quer espirituais, era incompativelmente mais fraca e as revelações de DEUS esporádicas. Se pela vontade e orientação de DEUS, esses homens da Antiguidade foram capazes de evidenciar um relacionamento exemplar, por que entre os cristãos de hoje, constata-se a realidade dos abismos de gerações? Por que há tanta divergência até entre pais e filhos que têm em mãos a infalível Palavra de DEUS? Por que muitos pais, ao nascerem os filhos, recebem-nos com desgosto? Por que tanta insubmissão aos velhos? Por que há filhos que se sentem tão independentes dos pais, mesmo quando dependem deles para tudo?"(SOUZA, Estevam Ângelo. ...e fez DEUS a família: O padrão divino para um lar feliz. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1999, pp.251-52).

AUXÍLIO BIBLIOGRÁFICO II - Subsídio Teológico Pastoral"A Família do Pastor
Um recente best-seller sobre o ministério pastoral contém um capítulo intitulado 'Alerta: O Ministério Pode Ser uma Ameaça para Sua Família'. Por mais chocante que seja, o título reflete com precisão a realidade do ministério pastoral hoje. Uma pesquisa pastoral realizada em 1992, publicada em um importante jornal, descobriu as seguintes dificuldades significativas que produzem problemas conjugais nas famílias dos pastores:
81% tempo insuficiente em conjunto
71% uso do dinheiro
70% nível de renda
64% dificuldade de comunicação
63% expectativas da congregação
57% diferenças quanto ao lazer
53% dificuldades na criação dos filhos
46% problemas sexuais
41% rancor do pastor com relação à esposa
35% diferenças quanto à carreira ministerial
Hoje em nossos dias, ninguém questiona o fato óbvio de que a maioria dos pastores e suas famílias estão sofrendo pressões cada vez maiores por causa do ambiente em que estão ministrando. Isso não é de surpreender quando se reflete sobre a natureza do ministério. Considere estas pressões envolvidas no pastorado:
1. O pastor envolve-se com o humanamente impossível - lida com o pecado na vida das pessoas.
2. O pastor cumpre um papel que nunca se completa - resolve problemas que vão se multiplicando.
3. O pastor serve sob uma credibilidade cada vez mais questionada aos olhos da sociedade.
[...] 8. O pastor e a sua família parecem viver em um aquário que todos podem observar .
[...] 10. Como figura pública, o pastor pode receber as mais duras críticas tanto da comunidade como da congregação.
Ninguém que reflita um pouco pode negar que o ministério é potencialmente perigoso para o casamento e a família do pastor. Mas seria isso mesmo? Ou melhor, é necessário que seja assim? Ou, mais importante, DEUS quer que seja assim?" (MACARTHUR, John JR. (Ed.). Ministério Pastoral: Alcançando a excelência no ministério cristão. 7.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2012, pp.163-64).

VOCABULÁRIOVolição: Ato pelo qual a vontade se determina a alguma coisa.
Idiossincrasias: Maneira de ver, sentir, reagir própria de cada pessoa.

BIBLIOGRAFIA SUGERIDALIMA, Elinaldo Renovato de. Ética Cristã: Confrontando as Questões Morais do Nosso Tempo. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2002.
SOUZA, Estevam Ângelo. ...e fez DEUS a família: O padrão divino para um lar feliz. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 1999.
HUGHES, Barbara; Kent. Disciplinas da Família Cristã. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2006.

SAIBA MAIS - Revista Ensinador Cristão - CPAD, nº 54, p.42.
 
 
QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 12 - A FAMÍLIA E A IGREJA
Responda conforme a revista da CPAD do 2º Trimestre de 2013
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas verdadeiras e com "F" as falsas
 
TEXTO ÁUREO
1- Complete:
"______________________________-me quando me _______________________________: Vamos à ___________________________________ do SENHOR!" (Sl 122.1).

VERDADE PRÁTICA
2- Complete:
A igreja ________________________ é o melhor lugar para as _______________________________ se reunirem e prestarem _____________________________ ao Senhor.
 
I. FAMÍLIA: O ELEMENTO BÁSICO DA IGREJA
3- Por que sem a família a igreja não funciona?
(    ) A saúde da igreja está diretamente ligada ao bem estar social e familiar da igreja.
(    ) A saúde da igreja está diretamente ligada ao bem estar espiritual e moral da família.
(    ) Uma igreja cujas famílias estão arruinadas espiritual e moralmente não terá condições de acolher os não crentes, nem terá autoridade para atuar junto à outras famílias na comunidade em que está inserida.
(    ) A família fortalecida na igreja é tão importante que o apóstolo Paulo aconselhou o pastor c a respeito da qualidade de um candidato ao episcopado.
(    ) O apóstolo destaca a relação do aspirante com a própria família: "Convém, pois, que o bispo [...] governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia (porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de DEUS?)".
(    ) Aqui, ele expressa o impacto do relacionamento familiar com a funcionalidade da igreja local. Famílias desgovernadas, inevitavelmente, geram uma igreja sem direção.

4- Por que a família é uma extensão da igreja?
(    ) Podemos fazer de nossa família uma substituição da Igreja de CRISTO e representar seu Reino neste mundo.
(    ) Além de a família ser o elemento básico da funcionalidade da igreja local, ela é a própria extensão desta.
(    ) Descrevendo a respeito do culto doméstico, o saudoso pastor Estevam Ângelo disse: "Se a família quiser assistir a sete cultos a mais por semana, fazendo o culto doméstico, terá uma igreja em casa".
(    ) É verdade! Além de cultuar a DEUS, a família representará o reino divino na vizinhança, no bairro e no mundo.
(    ) O próprio JESUS falou: "Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.
(    ) Portanto, podemos fazer de nossa família uma extensão da Igreja de CRISTO e representar seu Reino neste mundo.

II. A IGREJA ACOLHENDO AS FAMÍLIAS
5- Como é a natureza humana da igreja?
(    ) A etimologia da palavra igreja remonta a natureza espiritual do Corpo de CRISTO.
(    ) A etimologia da palavra igreja remonta a natureza humana do Corpo de CRISTO.
(    ) Mateus 18.17 e Atos 15.4 expressam ekklêsia (igreja) como reunião de pessoas, povo ou assembléia em nome do Senhor JESUS.
(    ) É uma instituição composta de seres humanos dotados de sentimentos, desejos e volição. Nesse caso, a Igreja é "humana" em sua constituição e composição.

6- Como é a dimensão relacional da igreja?
(    ) Onde há pessoas, há relacionamentos.
(    ) A Santíssima trindade nos mostra um DEUS presencial e real.
(    ) A Santíssima trindade nos mostra um DEUS relacional.
(    ) As trinas pessoas relacionam-se comunitária, intensa e espontaneamente.
(    ) Assim, a igreja expressa a dimensão relacional da Santíssima trindade entre os seus membros.
(    ) É ali, que a família cristã está habilitada a relacionar-se como Igreja de CRISTO, tanto com o Pai como com o próximo.
(    ) Assim, a igreja está pronta para acolher as famílias e suas idiossincrasias (Maneira de ver, sentir, reagir própria de cada pessoa).

7- Para que o relacionamento familiar na igreja continue a abençoar vidas é preciso zelar por quais princípios?
(    ) A família deve investir tempo para se relacionar entre si, não se importando com os demais.
(    ) Na igreja local, a família não deve se fechar em si mesma;
(    ) Não deve haver motivações que desrespeitem a liderança constituída ou a qualquer outra pessoa;
(    ) A família deve investir tempo para se relacionar com outras famílias também.

8- O exercício do ministério não dispensa o obreiro de sua responsabilidade como esposo e pai. Como é, muitas vezes, vista a família do obreiro?
(    ) A família do pastor é especial, diferente de qualquer outra.
(    ) Infelizmente, em algumas igrejas locais, é comum cobrarem da família do pastor um padrão de perfeição que nem o Evangelho preceitua.
(    ) Prevenção ao pecado e vida de retidão na presença de DEUS e diante da sociedade são atributos peculiares a toda família cristã.
(    ) É preciso reafirmar que a família do pastor é igual à de qualquer outra pessoa.
(    ) A esposa do pastor tem nome, e os filhos também, e precisam dos mesmos cuidados que as demais famílias da igreja precisam.

III. A FAMÍLIA NA IGREJA LOCAL
9- De acordo com a comunhão da família, complete:
No Salmo 133.1 lemos: "Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em __________________________________!". Apesar de alguns pregadores interpretarem este texto de maneira alegórica, dando a ele uma simbologia espiritual, neste versículo o salmista _________________________________ se refere à família de irmãos de sangue em crise, ou, de acordo com Matthew Henry, o homem segundo o coração de DEUS escreve "esse salmo por ocasião da união entre as tribos quando todas elas se uniram _________________________ para fazê-lo rei". logo, o Salmo Davídico pronuncia a bênção para uma família que anda em ________________________________: Irmãos e irmãs que vivem em paz no lar e fora dele são tão valiosos quanto o óleo que ungiu ___________________________, o sumo sacerdote. Numa casa pacífica e unida, as bênçãos do Senhor se _________________________________.

10- Como acontece o envolvimento da família com o Corpo de CRISTO?
Rm 16.7 Saudai a Andrônico e a Júnia, meus parentes e meus companheiros na prisão, os quais se distinguiram entre os apóstolos e que foram antes de mim em CRISTO.
Rm 16.10 Saudai a Apeles, aprovado em CRISTO. Saudai aos da família de Aristóbulo. 11 Saudai a Herodião, meu parente. Saudai aos da família de Narciso, os que estão no Senhor.
Rm 16.13 Saudai a Rufo, eleito no Senhor, e a sua mãe e minha.
Rm 16.15 Saudai a Filólogo e a Júlia, a Nereu e a sua irmã, e a Olimpas, e a todos os santos que com eles estão.
(    ) O apóstolo Pedro muito se contentou com o esforço empregado em cada família na causa do Reino de DEUS.
(    ) A leitura bíblica em classe, particularmente os versículos 7,11,12,13 e 15, destaca o exemplo de familiares unidos pela causa do Evangelho.
(    ) O apóstolo Paulo muito se contentou com o esforço empregado em cada família na causa do Reino de DEUS.
(    ) Quando a família sente-se alegre em ir à igreja para adorar a DEUS é uma grande bênção.
(    ) Ela participa ativamente do culto e não se porta como mera assistente.
(    ) São momentos preciosos que influenciarão a família por toda a vida.

11- Por que toda a família deve estar na casa de DEUS
?
(    ) A família chamada por DEUS é convocada a depositar o seu talento em seu próprio meio.
(    ) A igreja local é o espaço religioso onde adoramos a DEUS e proclamamos o Evangelho.
(    ) Nada pode impedir este ideário cristão.
(    ) A família chamada por DEUS é convocada a depositar o seu talento na causa do Evangelho.
(    ) No ensino, na pregação, na música ou qualquer outra atividade que vise pregar o Evangelho e edificar a Igreja de CRISTO, a família cristã deve estar lá.
(    ) Não deixe de ir aos cultos, à Escola Dominical e aos encontros da sua igreja.
(    ) Esta rotina glorificará a DEUS, e edificará você e a sua família.

CONCLUSÃO
12- Complete:

Na lição desta semana vimos que a família é o elemento _______________________________ da igreja local. Esta, por sua vez, deve ser uma __________________________________ acolhedora de famílias carentes. E a família chamada por DEUS, tem o privilégio de servir ao Altíssimo juntamente com outras famílias numa __________________________________ local. Aqui, somos ensinados, edificados e exortados a representar o _________________________ de DEUS neste mundo moderno. Portanto, não perca tempo: envolva-se com a sua ________________________________ local, pois esta precisa de você e toda a sua família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário