Pesquisa personalizada

quarta-feira, 1 de junho de 2011

EBD - LIÇÃO 10 - ASSEMBLÉIA DE DEUS - 100 ANOS DE PENTECOSTES (Complementos, ilustrações, questionários e vídeos: Ev. Luiz Henrique de Almeida Silva)


 
TEXTO ÁUREO
De sorte que as igrejas eram confirmadas na fé e cada dia cresciam em número (Atos 16,5).
 
 
VERDADE PRATICA
DEUS levantou as Assembléias de DEUS no Brasil para proclamar ao mundo que JESUS salva, cura, batiza com o ESPÍRITO SANTO e em breve voltará
 
 
LEITURA DIÁRIA
Segunda- Jl 2.28-32; At 2.1-12 - O pentecostalismo e a obra do ESPÍRITO SANTO através da Igreja
Terça- At 2.37-47 - O pentecostalismo e os tempos apostólicos
Quarta - 1 Co 12.1-11 - O pentecostalismo e os dons espirituais
Quinta -Ef 4.11, 12 - O pentecostalismo e os dons ministeriais
Sexta - Mc 16.15 20 - O pentecostalismo e a evangelização
Sábado- At 2.4-11 - O pentecostalismo e a obra missionária
 
Leitura Bíblica em Classe: I Coríntios 3.6-11
6 Eu plantei, Apolo regou; mas DEUS deu o crescimento. 7 Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas DEUS, que dá o crescimento. 8 Ora, o que planta e o que rega são um; mas cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho. 9 Porque nós somos cooperadores de DEUS; vós sois lavoura de DEUS e edifício de DEUS. 10 Segundo a graça de DEUS que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele. 11 Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é JESUS CRISTO.
 
PALAVRAS-CHAVE - Movimento Pentecostal - "Surgiu no finai do século 19. Enfatiza a atualidade da doutrina do batismo no ESPÍRITO SANTO e dos dons espirituais."
 
No livro "Assembléia de DEUS - Origem, implantação e militância (1911-1946)", do sociólogo cristão Gedeon diz:
Uma época em que "...os primeiros cultos/reuniões foram realizados em residências, alpendres, debaixo de árvores e esquinas. Nestes lugares não havia púlpitos; platéia e oficias estão no mesmo nível..." (p. 149). Contudo, com o passar dos anos, " a igreja cresce, começa a se institucionalizar, adquire um patrimônio, nasce os cargos, surgem os trâmites burocráticos e, fatalmente a problemática da disputa de poder." (p. 148)
 
 
100 anos de história (http://www.adbelem.org.br/100/index.php?option=com_content&view=article&id=29&Itemid=25)
O Berço em Belém.
Na virada do século XX, surge em várias partes do mundo e nos Estados Unidos o movimento denominado pentecostal, que difundia uma renovação dos moldes pregados pelas igrejas tradicionais por meio do batismo com o ESPÍRITO SANTO.
Contagiados por esta doutrina, dois jovens missionários suecos residentes nos Estados Unidos, Daniel Berg e Gunnar Vingren, receberam como missão pregar o evangelho em uma terra distante e desconhecida, chamada Pará. Foi então que partiram rumo a Belém, onde desembarcaram no dia 19 de novembro de 1910.
Inicialmente, se integraram à Primeira Igreja Batista do Pará, localizada na Rua João Balbi. Porém, sentiram a necessidade de tomar um novo rumo.
 
A Missão
Desvinculado da Igreja Batista, o pequeno grupo pioneiro liderado pelos missionários ficou sem lugar para reunir. Foi então que o casal Henrique e Celina Albuquerque ofereceu a ala de sua casa, na Rua Siqueira Mendes, para o início de uma das maiores obras pentecostais do último século.
E no domingo, 18 de junho de 1911, na sala do casal lbuquerque, surge uma nova igreja inicialmente chamada Missão da Fé Apostólica. Somente após sete anos de sua fundação foi denominada Assembléia de DEUS.
 
 
O Templo
As reuniões na Rua Siqueira Mendes duraram cerca de três meses. Depois, para facilitar o acesso, a igreja mudou-se para a residência de José Batista de Carvalho, na Rua São Jerônimo (atual Avenida Governador José Malcher).
Somente em 8 de novembro de 1914 os membros passaram a se reunir em seu primeiro templo livre, situado na Travessa Nove de Janeiro. Ali ficaram até 30 de outubro de 1926, quando o pastor Samuel Nyström transferiu a sede da igreja para a Travessa 14 de Março, antigo nº 759. Nesse mesmo local, o pastor Firmino Gouveia inaugurou o tual Templo Central da Assembléia de DEUS em Belém no dia 23 de abril de 1988.
 
 
Fé sem Fronteiras
Paralela à obra desenvolvida em Belém, a igreja caminhava a passos largos para a sua expansão, com cultos públicos em vários lugares, orações pelos enfermos e batismos com o ESPÍRITO SANTO. A ilha do Marajó, onde os missionários estiveram apenas um mês após o desembarque em Belém, transformou-se num dos mais ricos berços do movimento Pentecostal Brasileiro.
Começando pelos municípios arredores, o evangelho pentecostal espalhou-se por todo o Estado do Pará. Assim, enquanto Gunnar Vingren cuidava da igreja em Belém, Daniel Berg e um grupo que se formava saiu espalhando a mensagem por lugares como Bragança, Vigia, Timboteua, São Luís do Pará, Capanema, Quatipuru, Bonito, Primavera e Tauari.
O crescimento fenomenal da Assembléia de DEUS está ligado diretamente ao trabalho dos leigos. Desde o início, a igreja valorizou o trabalho dos membros. Isso levou a mensagem pentecostal para os lares, praças e ruas. Fez a igreja entrar nas prisões, hospitais e prédios públicos. Cada fiel da igreja tornou-se um evangelista. Não demorou muito, e alguns desses homens e mulheres estavam cruzando as fronteiras do Pará.
Os resultados deram à igreja pentecostal a dimensão que hoje vemos. O rápido crescimento exigiu novos líderes e norteou a expansão da nova igreja.
 
 
Comemorações Inesquecíveis
A cada ano, a Assembléia de DEUS em Belém, no Pará e no Brasil comemora sua existência com uma grande festa. Algumas festas foram marcantes, como o Jubileu e Ouro, em 1961, quando a igreja comemorou meio século de existência. Na ocasião, estiveram presentes o missionário fundador Daniel Berg e o missionário Ivar Vingren, filho do missionário Gunnar Vingren, já falecido na época. A festa do Jubileu não foi apenas local. Em diversas cidades brasileiras essa data histórica foi igualmente festejada. Nesse período, os pentecostais brasileiros eram estimados em cerca de um milhão de pessoas.
Já em 2001, a igreja celebrou seus 90 anos de bem sucedida história. As comemorações oficiais começaram com uma marcha (com aproximadamente 100 mil pessoas) pela cidade de Belém.


Junho de 2011. A Assembléia de DEUS receberá pessoas de todas as partes do mundo, que participarão dos eventos comemorativos deste período que será simbólico para a capital do Estado do Pará. Uma extensa programação vai ser promovida em Belém, reunindo cerca de 300 mil pessoas, visitantes e moradores.
São aguardadas caravanas que se hospedarão nos hotéis e em casas de famílias; que circularão pelas ruas de Belém; que frequentarão os lugares que são referências da história e cultura locais; que encontrarão o acolhimento necessário para festejar. A expectativa é que a rotina da cidade se transforme.
Abrindo a agenda das comemorações pelo centenário está a inauguração do Centro de Convenções do Centenário, no dia 28 de maio, um presente da Assembléia de DEUS para a cidade-berço da igreja. Com capacidade para 20 mil pessoas, está em construção numa área de 40 mil metros quadrados, localizada próximo ao Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, que também será palco de parte da programação do Centenário.
Durante os dias 16 a 18 de junho, os eventos se concentrarão durante o dia no Centro de Convenções e, à noite, no Mangueirão.
Nos três dias, haverá cultos especiais com o evangelista Reinhard Bonnke, a missionária Helena Raquel e o pastor Silas Malafaia, além de pregadores nacionais e
internacionais que participarão desse momento único.
 
 
 
ASSEMBLÉIA DE DEUS NO BRASIL (http://umadeta.com.br/historico.html)
Daniel Berg e Gunnar Vingren, missionários suecos, após receberem o batismo com o ESPÍRITO SANTO - com evidência de falar em outras línguas - durante o avivamento em Los Angeles e Chicago no início do século 20, DEUS os escolheu para juntos trazerem mensagem pentecostal para o Brasil.
O chamado aconteceu de forma sobrenatural: através de uma profecia, foi revelado que os dois deveriam ir ao Pará. Somente após procurar no mapa mundial os dois missionários tomaram conhecimento de que o local ficava no norte do Brasil. Em obediência à chamada divida, Daniel Berg e Gunnar Vingren chegaram a Belém no dia 19 de novembro de 1910.

Além da barreira do idioma, os dois missionários sofreram com a falta de recursos financeiros, pois, além de serem pobres, não eram mantidos por nenhuma junta missionária. No início, Berg e Vingren participavam de cultos em igrejas protestantes cantando hinos em sueco. Quando passaram a entender o idioma local, iniciaram a testificar de JESUS, enfatizando a salvação, o batismo com o ESPÍRITO SANTO, a cura divina e o uso dos dons espirituais.
A doutrina pentecostal ministrada com a devida base bíblica foi assimilada por parte dos crentes, mas rejeitada por outros. Seis meses depois da chegada a Belém, Vingren foi convidado para dirigir um culto de oração e falou da necessidade de o crente ser revestido do poder do alto. A maioria dos presentes alegrou-se com a mensagem e outras reuniões de oração foram realizadas em casas de crentes que queriam o batismo no ESPÍRITO SANTO como uma realidade em suas vidas. No alvorecer do dia 8 de junho de 1911, a irmã Celina Albuquerque, orando em sua casa, juntamente com outros irmãos, teve o privilégio de ser a primeira evangélica brasileira a receber o cumprimento da promessa, falando em línguas, tal qual os primitivos cristãos no dia de Pentecostes. No dia seguinte, a irmã Maria de Nazaré de Araújo foi também batizada com o ESPÍRITO SANTO.
 
A evidência da mensagem pentecostal levou a direção da Igreja Batista a uma tomada de posição. Em uma reunião extraordinária, foi solicitado que todos os que estivessem de acordo com a nova doutrina se manifestassem. Para surpresa geral, dezenove irmãos - a maioria, portanto - levantaram-se. Uns porque já eram batizados com o ESPÍRITO SANTO, e os outros, porque criam que poderiam receber a promessa. O grupo alinhado ao ensino pentecostal foi ilegalmente excluído pela minoria presente, delineando as bases do movimento pentecostal no solo brasileiro. Os irmãos desligados da Igreja Batista passaram a reunir-se em um salão na Rua Siqueira Mendes, 79, Cidade Velha, residência do irmão Henrique de Albuquerque. Como a glória do Senhor se manifestava naquele lugar, houve a necessidade de organizar o movimento. No dia 18 de junho de 1911, por deliberação unânime, foi fundada a Missão de Fé Apostólica, posteriormente denominada de Assembléia de DEUS. Supõe-se que o nome escolhido para a nova denominação esteja ligado às igrejas que na América do Norte professavam a mesma doutrina e foram denominados de Assembléia de DEUS ou Igreja Pentecostal.
GUNNAR VINGREN E DANIEL BERG - OS VERDADEIROS VÍNCULOS COM OS NORTE-AMERICANOSAs ligações das Assembleias de DEUS brasileiras com os suecos pentecostais norte-americanos
Quando Gunnar Vingren emigrou da Suécia para os Estados Unidos, em 19 de novembro de 1903, ele chegou a Kansas City (Missouri) e procurou seu tio Carl Vingren (1), que havia sido missionário batista na China e que pastoreara a Primeira Igreja Batista Sueca (atual Bemis Park Baptist) de Omanha (Nebraska), no período de 1898 a 1901 (2). Em Kansas City, Vingren pertenceu e assistiu cultos numa igreja batista sueca da cidade. Em fevereiro de 1904, Vingren viajou para St. Louis (Missouri) e freqüentou a igreja batista sueca local.Começa o avivamento pentecostal em Chicago antes de Azusa StreetDe setembro de 1904 a maio de 1909, Vingren cursou Teologia no Seminário Teológico Batista Sueco na Universidade de Chicago, Illinois, (atualmente Bethel University).Nesse período em que Vingren se encontrava cursando Teologia, o avivamento pentecostal se iniciou em várias igrejas batistas suecas de Chicago, começando pela Segunda Igreja Batista Sueca em 1906, no centro da colônia de imigrantes suecos nas vizinhanças das ruas Vinte e Cinco e Wentworth, lado sul daquela cidade (3). A Segunda Igreja Batista Sueca surgira como filial missionária da Primeira Igreja Batista de Chicago. Seu primeiro culto ocorreu em 27 de novembro de 1873 com 11 pessoas. A organização da igreja aconteceu em 11 de março de 1874 com 12 membros. Nesta assembléia formal, A. B. Orgren, então seminarista, foi eleito pastor da igreja. Durante os primeiros quatorze meses não menos que sessenta novos membros foram acrescentados à igreja, quarenta e dois desses pelo batismo em água. Esta igreja, mais tarde conhecida como Grace Baptist Church, tornou-se bastante destacada na denominação. Primeiro pelo fato de ter sido liderada por pastores talentosos, e em segundo lugar, porque ela se tornou o grande ambiente para o ponto de partida e principal promotora do movimento de avivamento pentecostal, que entre os batistas suecos ficou conhecido como o “Movimento Novo” (Den nya rörelsen).Foi então durante o pastorado de J. W. Hjertstrom (1901-1910) que a Segunda Igreja tornou-se o foco de atenção de toda a denominação batista sueca. Tendo estreita afinidade doutrinária com a fé batista, era natural que o Movimento Pentecostal moderno que se iniciava nessa época nos EUA, chamado entre os batistas suecos de “movimento novo”, viesse afetar seriamente muitas igrejas batistas suecas. Hjertstrom teve uma experiência de despertamento espiritual semelhante ao que ficou convencionado entre os pentecostais de “batismo no ESPÍRITO SANTO”. A Segunda Igreja Batista, então, tornou-se pentecostal. Pastor Hjertstrom escreveu vários artigos no jornal batista sueco Nya Wecko-Posten durante a primeira parte de 1906, relatando algumas notáveis respostas de orações. Segundo Hjertstrom, há quase quatro anos antes de 1906, muitos crentes na Segunda Igreja se reuniam toda segunda-feira à noite para orar em busca do revestimento do ESPÍRITO SANTO e para estudar a Palavra de DEUS a respeito da pessoa e obra do ESPÍRITO SANTO. No mês de fevereiro de 1906 veio a resposta à oração que aqueles crentes faziam a DEUS. O ESPÍRITO SANTO veio sobre eles poderosamente e foi derramado sobre muitos crentes. Vários crentes foram batizados no ESPÍRITO SANTO e falaram línguas estranhas. O que aconteceu na Segunda Igreja Batista Sueca ganhou fama não somente em Chicago mas em todos os Estados Unidos.Estes batismos no ESPÍRITO SANTO ocorreram em Chicago dois meses antes do derramamento pentecostal de Azusa Street, em Los Angeles (Califórnia), que teve início a partir de 9 de abril de 1906.O clímax desse movimento na Segunda Igreja Batista e em Chicago parece ter ocorrido no grande encontro para aprofundamento da vida espiritual que aconteceu de 11 a 14 de fevereiro de 1909. Não somente de Chicago, mas também de muitos pontos distantes vinham pessoas à Segunda Igreja para participar de conferências sobre a vida cheia do ESPÍRITO. Pastor Hjertstrom era um homem de grandes talentos. Um orador fervoroso com capacidade incomum em relação ao idioma sueco, uma imaginação prolífica, uma voz musical e um caloroso coração. Ele se lançou com toda a força de uma personalidade forte no “Movimento Novo” e tornou-se seu principal defensor entre os batistas suecos. Era um movimento pentecostal com maior ênfase na vida cheia do ESPÍRITO e logo se espalhou a outras áreas do país. No entanto, muitos deixaram a igreja e se associaram a grupos pentecostais de suas preferências. Gunnar Vingren busca o batismo com o ESPÍRITO SANTO em ChicagoDe junho de 1909 até fevereiro de 1910, Vingren foi pastor da Primeira Igreja Batista Sueca de Menominee (Michigan) (atual North Shore Baptist Church). Enquanto pastoreava esta igreja, Vingren participou em novembro de 1909 de uma conferência na Primeira Igreja Batista Sueca de Chicago. Ele revelou em sua autobiografia Diário do Pioneiro que foi a esta conferência “com o firme propósito de buscar o batismo com o ESPÍRITO SANTO” (4). Isto dá-nos a entender que essa conferência tinha características pentecostais. Cinco dias depois, informa Vingren, ele recebeu o batismo com o ESPÍRITO SANTO e falou em línguas. Foi nessa época que ele conheceu seu companheiro de missão no Brasil, o batista sueco Daniel Berg.
Certificado de ordenação de Nels Nelson expedido em 1917 pela Scandinavian Assemblies of God, tendo como secretário A. A. Holmgren
Suecos batistas fundam as Assembleias de DEUS escandinavas
Como resultado do movimento pentecostal iniciado entre os batistas suecos de Chicago, surgiram as denominações Scandinavian Independent Assemblies of God (SIAG) [Assembleias de DEUS Independentes Escandinavas] e Scandinavian Assemblies of God (SAG) [Assembleias de DEUS Escandinavas].
No grupo de pastores batistas suecos que se tornaram pentecostais estavam Bengt Magnus Johnson (5) e A. A. Holmgren (6).
Gunnar Vingren pastoreia uma Igreja Batista Sueca pentecostal. Vingren deixou a Primeira Igreja Batista Sueca de Menominee porque os membros que não creram no batismo no ESPÍRITO SANTO o obrigaram se retirar do pastorado. Naquela igreja 31 membros se tornaram pentecostais (7). Em seguida, Vingren assumiu o pastorado da Primeira Igreja Batista Sueca de South Bend (Indiana) cujos membros aceitaram o ensino do batismo no ESPÍRITO SANTO, tendo 20 pessoas batizadas.Gunnar Vingren e Daniel Berg recebem apoio dos lideres suecos pentecostais para virem ao BrasilFoi na igreja de Bengt Magnus Johnson que Vingren e Berg receberam uma oferta que superou os 90 dólares que Vingren havia anteriormente ofertado a William H. Durham para o jornal da Missão da Avenida Norte de Chicago, poucos dias antes de embarcar para o Brasil no dia 5 de novembro de 1910.Em 1911, pastor Bengt Magnus Johnson fundou a Lakeview Gospel Church de Chicago.
Gunnar Vingren e Daniel Berg são sustentados pelos suecos pentecostais dos EUA e mantém vínculos com as igrejas escandinavas

Entre 1911-12, Gunnar Vingren e Daniel Berg foram sustentados pelos crentes pentecostais suecos dos Estados Unidos por meio dos pastores Bengt Magnus Johnson e A. A. Holmgren (8). Em 11 de outubro de 1915, quando empreendeu sua primeira viagem rumo à Suécia, Vingren passou por várias igrejas suecas nos EUA, entre elas, a Missão Apostólica Sueca em Mekersport. Em 23 de outubro do mesmo ano, ele foi para Chicago pregar na igreja do pastor Bengt Magnus Johnson. Ali, Vingren participou de uma conferência com muitos pastores e pregadores presentes. Ele pregou num dos cultos da conferência. Os participantes da conferência se interessaram pelo trabalho missionário no Brasil e levantaram uma oferta para Gunnar Vingren comprar um barco para a missão no rio Amazonas (9).
Em maio de 1917, Vingren, retornando da sua primeira viagem à Suécia, foi a Chicago participar da inauguração de uma igreja do pastor Bengt Magnus Johnson.
Ainda em 1917, Vingren viajou aos Estados de Michigan e Minneápolis, e ali se encontrou com A. A. Holmgren, e teve vários cultos juntos com ele e Bengt Magnus Johnson.
Nels Julius Nelson, missionário sueco entre as Assembléias de DEUS a partir de 1921, foi ordenado missionário em 1917 pela Scandinavian Assemblies of God (IAG) e recebeu sustento financeiro dessas igrejas por meio de A. A. Holmgren (10).
Em 1922, na cidade de St. Paul (Minnesota), cerca de 25 pastores dos grupos SIAG e SAG, decidiram se reunir sob uma bandeira comum e informal chamada Independent Assemblies of God (IAG). A base de sua unidade era a crença de que cada igreja local era livre para administrar e direcionar seus próprios negócios, sem responder a qualquer estrutura denominacional (11).

Ao retornar de sua segunda viagem à Suécia, Vingren permaneceu nos Estados Unidos, de 28 de agosto de 1922 a 20 de janeiro de 1923. Durante este período, ele pregou em cultos de igrejas batistas suecas pentecostais em cidades como Duluth, Minneápolis, Chicago, Nova Iorque e em vários lugares de Minnesota (12).
Em 1926, na primeira Convenção dos Missionários das Assembleias de DEUS no Brasil, na Assembléia de DEUS em São Cristóvão, Rio de Janeiro, com a presença do doutor A. P. Franklin, secretário de missões estrangeiras da Svenska Fria Missionen (Missão Livre Sueca), os missionários suecos reunidos aprovaram que trabalhariam no Brasil em cooperação com a Svenska Fria Missionen da Suécia. Em troca, a referida missão representaria naquele país escandinavo os interesses do trabalho das Assembleias de DEUS no Brasil.O mesmo ficou aprovado em relação à Scandinavian Assemblies of God dos Estados Unidos da América (13).
Reportagem do Boa Semente, noticiando a cooperação mútua entre os missionários suecos e a Scandinavian Assemblies of God dos EUA

Numa carta de 27 de maio de 1932, Vingren revelou que seu sustento financeiro vinha tanto da Igreja Filadélfia de Estocolmo, do pastor Lewi Pethrus, como dos Estados Unidos. Um dos crentes da América do Norte mandava mensalmente uma oferta. Provavelmente, este crente pertencia a uma das congregações pentecostais suecas com as quais Vingren mantinha laços fraternais (14).
A. A. Holmgren (quarto em pé da esquerda para esquerda) no Brasil em 1936 junto com missionários suecos
 
BIBLIOGRAFIA
OLSON, Adolf. 
A Centenary history – as related to the Baptist General Conference of America. Chicago, Illinois, EUA: Baptist Conference Press, 1952, p. 262-265, 588-591, 606.VINGREN, Ivar. O diário do pioneiro: Gunnar Vingren. Rio de Janeiro: CPAD, 1ª edição, 1973, 222 p.
Fellowship of Christian Assemblies – Our History (USA). Disponível em acesso em 26/03/2009.
NOTAS
(1) No 
Diário do Pioneiro (1973:68) consta que Carl Vingren fora missionário batista na China e Adolf Olson, historiador dos batistas suecos americanos, informa que ele também foi pastor da Primeira Igreja Batista Sueca de Minneapolis, de 1912-1918, e da Igreja Batista Sueca de Kingsburg, na Califórnia, de 1918 a 1924. (OLSON, Adolf.A Centenary history – as related to the Baptist General Conference of America. Chicago, Illinois, EUA: Baptist Conference Press, 1952, p. 184, 400.)
(2) OLSON, Adolf. 
A Centenary history – as related to the Baptist General Conference of America. Chicago, Illinois, EUA: Baptist Conference Press, 1952, p. 359.
(3) Nos primeiros momentos de imigração sueca na América era comum o povo sueco se estabelecer em colônias tanto em áreas rurais e em grandes cidades. Nesses lugares surgiam importantes comunidades suecas com lojas, hospedagens e igrejas de acordo com os padrões suecos, e o idioma sueco era usado quase exclusivamente. (OLSON, Adolf. 
A Centenary history – as related to the Baptist General Conference of America. Chicago, Illinois, EUA: Baptist Conference Press, 1952, p. 262-63.)
(4) VINGREN, Ivar. 
O diário do pioneiro: Gunnar Vingren. Rio de Janeiro: CPAD, 1ª edição, 1973, p. 19.
(5) Este pastor sueco é sempre citado como B. M. Johnson no livro 
Diário do Pioneiro.
(6) Pastor A. A. Holmgren foi secretário da Scandinavian Assemblies of God e redator do jornal sueco publicado nos EUA, 
Saningens Vittne. Ele veio ao Brasil em 1936 para participar da Convenção Geral das Assembléias de DEUS realizada em Belém do Pará que comemorou os 25 anos de fundação das ADs no Brasil. Holmgren era considerado um grande amigo dos crentes assembleianos. (DANIEL, Silas. História da Convenção Geral das Assembléias de DEUS no Brasil. Rio de Janeiro: CPAD, 1ª edição, 2004, convenção 1936; Mensageiro da Paz, CPAD, agosto 1936, p. 5, 7, 1ª quinzena; agosto 1936, p. 6, 2ª quinzena).
(7) 
The History of the Thirteenth Street Baptist Church of Menominee, Michigan – 1887-1962 (histórico apostilado).
(8) 
DESPERTAMENTO apostólico no Brasil. Tradução: Ivar Vingren. Rio de Janeiro: CPAD, 1987, p. 15.
(9) VINGREN, p. 67.
(10) NELSON, Samuel. 
Nels Nelson: o apóstolo pentecostal brasileiro. Rio de Janeiro: CPAD, 1ª edição, 2001, p. 114.
(11) Lewi Pethrus, pastor da Igreja Filadélfia de Estocolmo (Suécia) influenciou os pentecostais escandinavos norte-americanos por meio de suas visitas e obras sobre “igreja livre”. Sua base em Chicago era a Philadelphia Church, fundada em 1926. (Fellowship of Christian Assemblies – Our History (USA). Disponível em acesso em 26/03/2009; PETHRUS, 
Lewi. Memoarer – Den anständiga sanningen. Stockholm: C. E. Fritzes Bokförlags Artiebolag, 1953, p. 28-38.)
(12) VINGREN, p. 113.
(13)
Boa Semente
. Belém do Pará, setembro de 1926, p. 5.
(14) VINGREN, p. 196, 197.
 
 
INTERAÇÃO
A Assembléia de DEUS no Brasil não nasceu por acaso. Foi o Senhor quem plantou a "semente" no coração de Daniel Berg e Gunnar Vingren e a fez germinar, crescer e dar muitos frutos. Homens e mulheres, cheios do ESPÍRITO SANTO, ajudaram a construíra sua história. Você também faz parte desta trajetória de êxitos e triunfos em CRISTO. É sua responsabilidade dar continuidade ao legado deixado pelos fervorosos e destemidos servos do Senhor. Glorifique ao Senhor pelos cem anos de genuíno pentecostalismo e continue a proclamar que JESUS sal­va, cura, batiza com o ESPÍRITO SANTO e em breve voltará.
 
OBJETIVOS - Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
Explicar como se deu o chamado missionário de Daniel Berg e Gunnar Vingren.
Conhecer como foi a fundação da Assembléia de DEUS no Brasil.
Saber que a Assembléia de DEUS é a pioneira do Movimento Pentecostal brasileiro.
 
ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA
Professor, sugerimos para a aula de hoje que você faça cópias do quadro abaixo para os alunos. Utilize o quadro ao concluir o terceiro tópico da lição. Diga aos alunos que o mapa mostra como a chama pentecostal se propagou em nossa nação. Enfatize o fato de que hoje as Assembléias de DEUS estão presentes em todos os estados brasileiros. Somos a maior denominação pentecostal do Brasil. Conclua orando juntamente com seus alunos. Agradeça ao Senhor por todas as bênçãos e pelo crescimento das ADs em nossa nação.
 
 
 
As pessoas e o ano mencionados se referem a quem primeiro levou a mensagem pentecostal e quando a pregou, não representando necessa­riamente quem e quando aAssembléia de DEUS foi fundada em cada estado.
 
 
QUESTIONÁRIO DA LIÇÃO 10 - ASSEMBLÉIA DE DEUS - 100 ANOS DE PENTECOSTES
RESPONDA CONFORME A REVISTA DA CPAD DO 2º TRIMESTRE DE 2011
Complete os espaços vazios e marque com "V" as respostas corretas e com "F" as falsas.
 
TEXTO ÁUREO
1- Complete:
De sorte que as igrejas eram __________________________ na ______________________ e cada dia _____________________ em número (Atos 16,5).
 
VERDADE PRATICA
2- Complete:
DEUS _____________________ as Assembléias de DEUS no Brasil para ______________________ ao mundo que JESUS salva, cura, batiza com o ESPÍRITO SANTO e em _______________________ voltará.
 
INTRODUÇÃO
3- Por ocasião do Centenário das Assembléias de DEUS no Brasil é fundamental que a imensa multidão de seus membros e congregados estude o que?
(    ) Como DEUS chamou os seus pioneiros.
(    ) Como DEUS começou a derramar do seu ESPÍRITO SANTO sobre todos os que crêem.
(    ) Como DEUS fez prosperar essa obra em todos os rincões de nossa querida pátria.
 
I. O CHAMADO MISSIONÁRIO DOS PIONEIROS
4- Como foi a experiência pentecostal de Daniel Berg?
(    ) Em 25 de março de 1902, o jovem sueco Daniel Berg, com 18 anos e crente batista, desembarcou em Boston, nos Estados Unidos.
(    ) Depois de sete anos, retornou a Suécia e conheceu a nova doutrina do batismo com o ESPÍRITO SANTO por meio do pastor Lewi Pethrus que fora seu amigo de infância.
(    ) Quando retornou aos Estados Unidos, em Chicago, ele recebeu a promessa pentecostal em 15 de setembro de 1909.
 
5- Como foi a experiência pentecostal de Gunnar Vingren?
(    ) Em 19 de novembro de 1903, o jovem sueco Gunnar Vingren chegou a Kansas City (EUA).
(    ) Era crente batista e trabalhara como evangelista na Suécia.
(    ) Recebeu o batismo com o ESPÍRITO SANTO em novembro de 1909 numa conferência em Chicago.
 
6- Como foi o encontro em Chicago e a visão do Pará?
(    ) Gunnar Vingren e Daniel Berg se conheceram em 1909, na cidade de Chicago.
(    ) Os dois descobriram que tinham uma chamada missionária.
(    ) Adolf Uldin, membro da Igreja Batista sueca em South Bend, que Vingren pastoreava, profetizou que eles iriam para um lugar chamado "Pará".
(    ) Vingren descobriu num mapa na biblioteca de sua cidade que Pará era um Estado do Norte do Brasil.
(    ) DEUS, então, revelou-lhes, quando estavam orando, em outra ocasião, que deveriam sair de Nova Iorque com destino ao Pará no dia 5 de novembro de 1910.
 
II. A FUNDAÇÃO DA ASSEMBLÉIA DE DEUS NO BRASIL
7- Como foi a viagem dos dois missionários a bordo do navio Clement?
(    ) Decidido a atender ao chamado divino para a obra missionária no Brasil, Vingren deixou em 12 de outubro de 1910, o pastorado da igreja em South Bend.
(    ) Decidido a atender ao chamado divino para a obra missionária no Brasil, Daniel Berg saiu do seu emprego numa quitanda em Chicago.
(    ) Após terem experiências marcantes em relação ao dinheiro de que precisariam para viajar, embarcaram em Nova Iorque na terceira classe do navio Clement rumo ao Brasil.
(    ) Na viagem de quatorze dias, tiveram de experimentar uma comida nada agradável.
(    ) Eles ficaram ali, deitados na terceira classe, orando durante todo o tempo.
(    ) Certo dia, Daniel profetizou que o Senhor estava com eles, e verdadeiramente sentiram isso em seus corações.
(    ) Durante o período em que estavam no navio, oraram por um companheiro de viagem e evangelizaram um outro que veio a aceitar a CRISTO como Salvador.
 
8- Como foi a chegada ao Pará e a doutrina pentecostal? Complete:
Chegaram a Belém do Pará em 19 de ______________________ de 1910. Em Belém, moraram no porão da Igreja _______________________. Nos cultos e reuniões de oração da igreja, Vingren e Berg, quando começaram a falar o idioma português, pregavam a respeito do ________________________ com o ESPÍRITO SANTO. O objetivo deles era pregar o evangelho de ____________________ aos seus ouvintes. Celina Martins Albuquerque, membro da Igreja ______________________, creu na mensagem pentecostal pregada pelos jovens missionários e recebeu o _________________________ com o ESPÍRITO SANTO quando orava de ______________________ em sua casa, no dia 2 de junho de 1911, juntamente com outra irmã da sua igreja, Maria de _________________________.
 
9- Como nasceu a Assembléia de DEUS? Complete:
O batismo com o ESPÍRITO SANTO da irmã Celina Albuquerque, e também, da irmã Maria de Nazaré, que ocorreu na noite do dia 2 de junho, fez surgir uma _____________________ na Igreja _____________________ de Belém, que culminou na __________________________ de 13 membros, no dia 13 de junho de 1911. No dia 18 do mesmo mês e ano, Domingo, com 18 pessoas presentes mais Vingren e Berg, nasceu, na casa de Celina Albuquerque, a Missão de Fé __________________________, que, em 11 de janeiro de 1918, foi registrada oficialmente como Sociedade Evangélica __________________________ de DEUS.
 
III. DO NORTE PARA TODO O BRASIL
10- Como foi o trabalho evangelístico e a expansão nacional?
(    ) Daniel Berg e Gunnar Vingren, juntamente com os primeiros membros da igreja, começaram a realizar cultos em outros locais em Belém.
(    ) Daniel Berg e Gunnar Vingren, juntamente com os primeiros membros da igreja, começaram a evangelizar em lugares distantes de Belém, principalmente nas ilhas paraenses.
 
11- Quais os primeiros novos companheiros missionários que foram chegando?
(    ) Otto e Adina Nelson (1914), Samuel e Lina Nystrõm (1916), Frida Vingren (191 7) e Joel e Signe Carlson (1918).
 
12- Quais os primeiros pastores ordenados pela igreja?
Isidoro Filho (1912); Absalão Piano (191 3); Crispiniano de Melo; Pedro Trajano; Adriano Nobre; Clímaco Bueno Aza (1918); José Paulino Estumano de Morais (1919); Bruno Skolimowski (1921).
 
13- Apesar das muitas lutas e perseguições, aconteceram os primeiros passos para a fundação de igrejas em todas as regiões do país, como foi?
(    ) Membros das igrejas, missionários estrangeiros e pregadores nacionais, impelidos pelo ardor evangelístico pentecostal, começaram a visitar outros estados, principalmente onde tinham parentes.
 
14- Quando se iniciaram as igrejas Assembléias de DEUS em todo o Brasil? Complete:
Ceará (1914); Alagoas (1914); Paraíba (1914); Roraima (1915); Pernambuco (1916); Rio Grande do Norte (1911, 1918); ____________________ (1921); ESPÍRITO SANTO (1922); Rondônia (1922); São Paulo (1923); Rio de Janeiro (1924); Rio Grande do Sul (1 924); ______________________ (1 926); Piauí (1 927); Minas Gerais (1927); __________________________ (1927); Paraná (1928); Santa Catarina (1920, 1931); ______________________ (1932); Goiás (1936); Mato Grosso (1 936); Mato Grosso do Sul (1944) e Distrito Federal (1956).
 
15- Como os missionários escandinavos (suecos, noruegueses e finlandeses) desenvolveram a doutrina das Assembléias de DEUS, no Brasil? Complete:
Nas primeiras cinco décadas das Assembléias de DEUS, os missionários escandinavos tomaram iniciativas que contribuíram para o desenvolvimento doutrinário da igreja. Eles fundaram ______________________ (Boa Semente, O Som Alegre, Mensageiro da Paz), criaram as _________________________ Bíblicas para a Escola Dominical, editaram os primeiros ___________________ (Cantor Pentecostal e Harpa Cristã), publicaram livros e folhetos evangelísticos, promoveram as primeiras _________________________ Bíblicas que duravam um mês, e fundaram a Casa Publicadora das Assembléias de DEUS (CPAD) em 1940.
 
16- Como os missionários norte-americanos desenvolveram a doutrina das Assembléias de DEUS, no Brasil? Complete:
Em _____________________, os primeiros missionários das Assembléias de DEUS norte-americanas chegaram oficialmente ao Brasil. Eles passaram a atuar juntamente com a liderança __________________________, principalmente no ensino bíblico e, investiram na publicação de ___________________ teológicos, no ensino _________________ formal e no estabelecimento gráfico da ______________________.
 
17- Quem está dentre os missionários pioneiros nessas áreas do desenvolvimento bíblico-doutrinário das Assembléias de DEUS, no Brasil? Complete:
Gunnar Vingren, _____________________ Vingren, Samuel Nystrõm, Nils Kastberg, Otto _____________________, Nels Nelson, Joel Carlson, ____________________ Bergstén, Orlando Boyer, N. Lawrence Olson, John Peter Kolenda, João _____________________ e Ruth Dóris Lemos, Thomas Reginald Hoovere Bernhard Johnson Jr.
 
18- Como está a Assembléia de DEUS em nossos dias? Complete:
A igreja chegou ao seu primeiro centenário apresentando um crescimento vertiginoso e acelerado, consolidando-se como a _____________________ expressão do pentecostalismo brasileiro. Numa estimativa feita em 2005, com bases em números do Censo Brasileiro, divulgada no jornal Mensageiro da Paz, as Assembléias de DEUS teriam chegado a ____________________ milhões de fiéis espalhados por todo o país em 2010, e representariam 40% dos _________________________ brasileiros ao completar 100 anos de fundação. São mais de ______________________ mil pastores, mais de seis mil igrejas-sede, mais de dois mil missionários, milhares de obreiros e mais de __100__ mil locais de cultos nos mais de cinco mil municípios brasileiros.
 
CONCLUSÃO
19- Complete:
Somos a continuidade do trabalho iniciado pelos _______________________ Gunnar Vingren e Daniel Berg. O Centenário não deve ser apenas um fato para comemorarmos, mas para despertar-nos a __________________________ pregando a _________________________ que deu início à nossa caminhada em território nacional: JESUS salva, cura, batiza com o ESPÍRITO SANTO e em breve voltará!
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário